• Aldomar de Castro

Esquina

MANHÃ DE VERÃO O SOL BRILHA RADIANTE,

A RUA RECÉM-CONCERTADA NA ESQUINA.

A BRISA SUAVE BALANÇA A CORTINA,

QUE ENFEITA A JANELA DO PRÉDIO ADIANTE.

O MOÇO NA PORTA NUM ESTILO ELEGANTE,

SACODE A CABEÇA E LEVANTA O BRAÇO.

VEÍCULOS AVANÇAM NO MESMO COMPASSO,

E A FÍSICA ENSINA E RECOMENDA OBEDIÊNCIA.

IMUTÁVEL É A LEI QUE EMBASA ESSA CIÊNCIA,

DOIS CORPOS NÃO USAM O MESMO ESPAÇO.

O MOÇO RODAVA NA MOTO FRANSINA,

NA ENSOLARADA MANHÃ DE VERÃO.

INICIO DO DIA TRAFAGANDO NA MÃO,

INDECISO NO ESPAÇO SUGERE E OPINA.

MODERADA CORDURA A PRÁTICA ENSINA,

A PERÍCIA CONTEMPLA TODA SUA PUJANÇA.

O SEU EQUILIBRIO DESENVOLVE CONFINAÇA,

E O VEÍCULO OFERECE TODO CONFORTO.

DIRIGIR CONCENTRADO JAMAIS ABSORTO,

É A FORMA LEGAL QUE LHE DÁ SEGURANÇA.

NÃO VI O ACIDENTE ME CONTARAM O FATO,

VI UMA MOTO CAIDA E PESSOAS EM VOLTA.

AMBULÂNCIA SAIA CHEGAVA UMA ESCOLATA,

MEDINDO O ESPAÇO E FAZENDO RELATO.

CRUZEI PELO LADO SEM TENTAR UM CONTATO,

O SOCORRO CONSUMOU O FEITO ESSENCIAL.

LEVOU O CONDUTOR PARA UM HOSPITAL,

A MOTO FICOU ESTENDIDA NO ASFALTO.

GRISALHO SENHOR PARECENDO EXAUSTO,

APANHOU O CAPACETE NUM GESTO FORMAL.

ANALISE O EVENTO E EMITA CONCEITO,

IMPERÍCIA É FATAL OU VIL IMPRUDÊNCIA.

COMPENSAR HORÁRIO JÁ É NEGLIGÊNCIA,

POIS NÃO JUSTIFICA NEM SE FAZ DESSE JEITO.

NO TRÂNSITO CONCENTRAÇÃO E RESPEITO,

SÃO NORMAS SINGELAS QUE DIVIDEM ESPAÇO.

AS NORMAS SÃO SÁBIAS DEMARCAM COMPAÇO,

PARA ANDANTES TRAVESSOS E DESOBEDIENTES.

A JORNADA APRESENTA SEVEROS INGREDIENTES,

PARA OS INSIPIENTES QUE NÃO REGEM CANSAÇO.

O VETUSTO VARÃO DORIDO E TRISTONHO,

PARADO NA RUA SEM VER O HORIZONTE.

OLHANDO NO CHÃO UMA RUGA NA FRONTE

MARCAVA A IDADE E O LIMITE DE UM SONHO.

O DIA INICIAVA COM UM ACIDENTE BISONHO,

QUE QUEBRAVA A ROTINA DO HÍGIDO RAPAZ.

LABORIOSO ESTUDANTE SUBLIME E CAPAZ

SÃO IMAGENS QUE PASSAM NA MENTE IRIADA .

O QUADRO MARCANTE INTERROMPE A JORNADA,

E O UNIVERSO NEM LIGA, CONTINUA AUDAZ.

NOVA DE FEVEREIRO DE 2006

CALTARS – “TO”.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

PEDIDO DE AMIGO

AQUI NO PAMPA O CAVALO, É O COMPLEMENTO DO CAMPEIRO. INCONSCIENTE FIEL ALDRABEIRO, ARREMATANDO O QUE FALO. SÓ O DONO PODE ENCILHÁ-LO, POR TRADIÇÃO E RESPEITO. NUNCA FORMA PRECONCEITO, CAMPÔNIO

Avejão

GUARDIÃO DO ESPAÇO NATIVO, QUE A MÃE NATUREZA EMPRESTA. ENCONTRO SEMPRE UM MOTIVO PARA CONSERVAR O QUE RESTA, NESTES PAGOS AONDE EU VIVO, TEATINO NENHUM ME MOLESTA. ME CRIEI COM A BRISA PAMPEANA, VEND

Ascenso

NA TERRA DA ERVA MATE, NASCE UM TAURA MONARCA, JÁ CARREGAVA SUA MARCA, TEMPIANDO ACONTECIMENTOS. COM A SABEDORIA NOS TENTOS, RUMAVA PARA A UNIVERSIDADE. POIS SÓ FALTAVA OPORTUNIDADE, DE MOSTRAR SEU PO