• Aldomar de Castro

Encontro

PESSOAS DESLOCAM-SE NAS FÉRIAS DO ANO,

E VISITAM PARENTES, SANTUÁRIOS E PRAIAS.

HORIZONTES DIVERSOS EM OUTRAS ALFAIAS,

VÃO SE REALIZANDO DE ACORDO COM O PLANO.

SUTAQUES DIVERSOS DESTACAM O PAMPEANO,

NA BRISA SERENA QUE DANÇA COM O MAR.

A FAINA DIÁRIA DEIXA O TEMPO PASSAR,

E O TEMPO PASSADO REGISTRA NA HISTÁRIA.

O PRESENTE AQUECE A MINHA MEMÓRIA,

QUE O PASSADO SUGERE O QUE PROJETAR

TARDE TRANQUILA EM PLENO VERÃO,

NO BEIRAL DA PISCINA A BRISA É AMENA.

DE SOSLAIO APARECE AQUELE TORENA,

SENTOU-SE COMIGO A TOMAR CHIMARRÃO.

ERA UM AMIGO DA CASA E DO ANFITRIÃO,

ESTUDOU EM VALE VENITO E MORA PRA CÁ.

FIZ AS HONRAS DA CASA DO JEITO QUE DÁ,

ELE FOI ME CONTANDO DE ONDE ELE ERA.

FORCEI A MEMÓRIA – QUEM É ESSE QÜERA?

NÃO TENHO RESPOSTA NÃO SEI ONDE ESTÁ.

CHIMARREOU DESPACITO E DEU ASAS A PROSA,

FALOU ONDE ANDARA E TODOS SEUS FEITOS.

SITUEI-ME NO TEMPO COM MUITOS PROVEITOS,

NUM LANCE CASUAL COM VOZ MELODIOSA.

A GRAMA BRILHAVA NA SOBRA HARMONIOSA,

EU SORRIA EM SILÊNCIA JÁ SABENDO QUEM ERA.

É O FILHO DO MESTRE QUE VENDIA QUIMERA,

NAS PLAGAS SULINAS DA PAMPA CHARRUA.

ENTREGANDO ALEGRIA NAS NOITES DE LUA,

A PLATÉIAS ORDEIRAS SEMPRE A SUA ESPERA.

MISTER GUELFO É O PAI DE QUE M FALA COMIGO

CONHECE-LO AGORA É UMA HONRA PARA MIM.

CONCLUIU SEU RELATO JÁ DO MEIO PARA O FIM,

EU SENTI NOS SEUS OLHOS UM OLHAR DE AMIGO.

VOU CITAR UMA HISTOTIA QUERO VER SE CONSIGO,

REVIVI O PASSADO COMO SE FOSSE AGORA.

FABRICAVA SUCESSO E ENTREGAVA NA HORA,

TRANSFORMAVA OBJETOS NA TUA PRESENÇA.

DELIRAVAM APLAUSOS DA PLATEIA IMENSA,

COM A FÁTIMA ARLEI, SUA NOBRE SENHORA.

DONA FRANCISCA ANCÍPEDE PLATÉIA,

AGUARDA ANCIOSA PELO ILUSIONISTA.

MÁGICO, VENTRÍLOQUO E BOM HUMORISTA,

AUXILIÁ-LO NO PALCO ERA UMA BOA IDÉIA.

SUA ATIVIDADE ERA SEMPRE UMA ESTRÉIA,

E O POVO AGRADICIA A CADA OCASIÃO.

AO LADO DA IGREJA UM ENORME SALÃO,

O MISTER ACIONAVA BONECOS FALANTES.

TODOS ATRAENTES BONITOS E ELEGANTES,

EXCETO O COMPLEXO BICO DO “NEGO ADÃO”.

EU ERA PIÁ ESTUDANTE PRIMÁRIO,

CURIOSO APRECIAVA AS SUAS MAGIAS.

FICAVA ENCANTADO COM AS ALEGORIAS,

NUM RÍTMO SUTIL OBEDECENDO HORÁRIO.

O HUMORISMO SADIO E SEM DESTINATÁRIO,

DEIXAVA SAUDADE A PLATEIA FRANCISCANA.

ALGUM DIA EU VOLTO NUM FIM-DE-SEMANA,

E TRAGO COMIGO BRINCADEIRA E MAGIA.

ENSINOU PARA O POVO COMO É QUE FAZIA

O TRUQUE SINGELO DA “GALINHA AMERICANA”.

O TEMPO PASSOU MAS FICOU A HISTÓRIA,

DE QUEM FEZ O BEM DISTRIBUINDO ALEGRIA.

NUM FIM-DE-SEMANA EU VOLTO ALGUM DIA,

QUE FRASE BONITA EU GRAVEI NA MEMÓRIA.

O ÁTIMO REGISTRA O ENCANTO E A GLÓRIA,

DE QUEM ASSISTIU SEU MAIOR ESPETÁCULO.

FREQÜÊNCIA LIVRE SEM NENHUM OBSTÁCULO,

COMUNIDADE PRESENTE APLAUDIA O ARTISTA.

UM BELO EXEMPLO DE COMO SE CONQUISTA,

BRINCANDO FELIZ SEM FERIR O VERNÁCULO.

CHEIA DE MARÇO DE 2007.

CALTARS – “TO”.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

PEDIDO DE AMIGO

AQUI NO PAMPA O CAVALO, É O COMPLEMENTO DO CAMPEIRO. INCONSCIENTE FIEL ALDRABEIRO, ARREMATANDO O QUE FALO. SÓ O DONO PODE ENCILHÁ-LO, POR TRADIÇÃO E RESPEITO. NUNCA FORMA PRECONCEITO, CAMPÔNIO

Avejão

GUARDIÃO DO ESPAÇO NATIVO, QUE A MÃE NATUREZA EMPRESTA. ENCONTRO SEMPRE UM MOTIVO PARA CONSERVAR O QUE RESTA, NESTES PAGOS AONDE EU VIVO, TEATINO NENHUM ME MOLESTA. ME CRIEI COM A BRISA PAMPEANA, VEND

Ascenso

NA TERRA DA ERVA MATE, NASCE UM TAURA MONARCA, JÁ CARREGAVA SUA MARCA, TEMPIANDO ACONTECIMENTOS. COM A SABEDORIA NOS TENTOS, RUMAVA PARA A UNIVERSIDADE. POIS SÓ FALTAVA OPORTUNIDADE, DE MOSTRAR SEU PO